• download.jpg
  • docentes_CA.jpg
  • billings.jpg
  • alunos.JPG
  • IMG_0991.JPG
  • parque_ecologico_tiete.jpg
  • ONCA_PARQUE_ESTADUAL_VARZEAS_IVINHEMA (2).JPG

Pistas para novos medicamentos

De onde vem o conhecimento? Uma resposta a essa pergunta é formulada nesse vídeo sobre o estudo de plantas medicinais, apresentando as várias formas de se iniciar uma pesquisa sobre o tema. Veja a entrevista da Profa. Eliana Rodrigues, que é professora do Curso de Ciências Ambientais.

Pesquisa de ponta na Universidade pública, construindo conhecimentos e inovação para responder a problemas da sociedade! 

https://www.facebook.com/watch/?v=2464856563783824

eliana_entrevista.jpg

 

Prêmio MapBiomas

Premio MapBiomas zoom

Artigo do Prof. Thomas Püttker, docente do curso de Ciências Ambientais da UNIFESP, ficou em segundo lugar na 2.ª Edição do Prêmio MapBiomas. O trabalho avaliou os efeitos diretos e indiretos do desmatamento na Mata Atlântica sobre a biodiversidade. Confira aqui o vídeo da premiação, no qual o Prof. Thomas fala sobre suas descobertas.

Saída de campo Ecossistemas Aquáticos

Estudantes da UC “Ecossistemas Aquáticos Costeiros Marinhos” em visita a Bertioga. Confira as fotos aqui.

campo ecoaquat 2022d

Saída de campo Ecossistemas Aquáticos - 2022

Saída de campo da UC Ecossistemas Aquáticos Costeiros Marinhos, realizada em 25/05/2022 em Bertioga, SP. Os estudantes fizeram atividades de reconhecimento dos ecossistemas: praias, manguezal, costão rochoso e estuário. Também fizeram uma prática de avaliação de processo de mistura estuarina. Além, disso, participaram de uma atividade de sensibilização de limpeza de praia, como parte do projeto de extensão Peixe na Rede. A atividade foi conduzida pelas Profas. Juliana Azevedo e Rosângela Calado.

campo ecoaquat 2022a campo ecoaquat 2022b
campo ecoaquat 2022c campo ecoaquat 2022dpeixe na rede logo

Vídeo Peixe na Rede e os ODS

 
Você sabia que o projeto Peixe na Rede se alinha com vários Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)?
Assista o vídeo para saber mais: https://fb.watch/7AWpp6QCUN/

Chuvas intensas redesenharam o Rio Tietê há 17 mil anos

Leia matéria sobre a pesquisa desenvolvida pelo Prof. Fabiano Pupim!
 
 

Notícias

 

Maio de 2022:

campo ecopop 2022a

Visitando o mangue em Bertioga, SP.

Saída de campo da UC Ecologia de Populações e Comunidades.

Saiba mais aqui.

campo ecoaquat 2022d

Visitando ecossistemas costeiros em Bertioga, SP.

Saída de campo da UC Ecossistemas Aquáticos Costeiros Marinhos.

Saiba mais aqui.

 

Janeiro de 2022:

Sou Cincia RGB 1Linha Oficial Color

Três anos após rompimento da barragem Brumadinho, região do Rio Paraopeba segue impactada.

Confira AQUI o artigo de opinião dos Professores Décio Semensatto e Diego Barcellos

 

Agosto de 2021:

 
Chuvas intensas redesenharam o Rio Tietê há 17 mil anos. Leia matéria sobre a pesquisa desenvolvida pelo Prof. Fabiano Pupim.
 

 

Junho de 2021: 

Prof. Fabiano Pupim recebe prêmio no Congresso Brasileiro de Geologia. Para saber mais, clique AQUI.

 

Outubro de 2020: 

Iniciação Científica na UNIFESP - integrando ensino e pesquisa clique aqui para saber mais

 

Setembro de 2020:

Vista de um setor queimado do Pantanal, município de Porto Jofre, localizado no município de Pocone, estado do Mato Grosso, Brasil, 19 de setembro de 2020.

 Chuva preta e dias escuros: como queimadas no Pantanal e Amazônia podem afetar outras regiões

Leia matéria com participação do Prof. Nilton do Rosário: 

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-54221704

 

Junho de 2020: 

Premio MapBiomas zoom 

Artigo do Prof. Thomas Püttker, docente do curso de Ciências Ambientais da UNIFESP, ficou em segundo lugar na 2.ª Edição do Prêmio MapBiomas! 


O trabalho avaliou os efeitos diretos e indiretos do desmatamento na Mata Atlântica sobre a biodiversidade. Confira aqui o vídeo da premiação, no qual o Prof. Thomas fala sobre suas descobertas.

 


 
 Abril de 2020: 
8

Docente da Unifesp integra equipe de pesquisa na Estação Antártica

Leia matéria para conhecer o trabalho da Profa. Cristina Nakayama! 

https://www.unifesp.br/reitoria/dci/noticias-anteriores-dci/item/4398-docente-da-unifesp-integra-equipe-de-pesquisa-na-estacao-antartica

 No dia 24/04/2020, o Prof. Mauricio Talebi, do Departamento de Ciências Ambientais, participou de Globo Repórter especial sobre a biodiversidade da Mata Atlântica e apresenta sua pesquisa com muriquis selvagens, um primata criticamente em perigo de extinção. Saiba mais clicando AQUI.

 

Dezembro de 2019: Materiais magnéticos para tratar derramamento de petróleo

Pesquisadores da UNIFESP e da UFSCar estão desenvolvendo materiais magnéticos que poderão auxiliar na remoção de petróleo cru da superfície da água em casos de derramamentos, como o que atingiu as praias do litoral brasileiro este ano. Pesquisa coordenada pela Profa. Geórgia Labuto, do campus Diadema. Para saber mais, clique AQUI. 

Outubro de 2019: Saída de campo de Geologia

No fim de semana dos dias 19 e 20 de outubro de 2019, os alunos do primeiro ano do curso de Ciências Ambientais participaram de atividades campo que integram conhecimentos das áreas de Geologia e Geomorfologia. As atividade foram realizadas na região de São Pedro (SP) e conduzidas pelos professores Fabiano Pupim, Claudio Leite e Mirian Shinzato. Os alunos aprenderam técnicas analíticas de campo e discutiram sobre processos erosivos, impacto nos sistemas fluviais e evolução geológica do Estado de São Paulo. Saiba mais aqui 

Agosto de 2019: Pistas para novos medicamentos

eliana_entrevista.jpg Veja a entrevista da Profa. Eliana Rodrigues, sobre plantas medicinais e o desenvolvimento de novos medicamentos. Saiba mais AQUI. 

Abril de 2019: Saída de campo: Mapeamento Geoambiental

 Estudantes de Ciências Ambientais coletando amostras de solo no Parque Estadual de Vassununga, SP. Saída de campo da UC eletiva "Mapeamento Geoambiental", ministrada pelos Prof. Fabiano Pupim e Sheila Furquim. Para saber mais, clique aqui.

Abril de 2019:  A parte jovem da Amazônia

 Trecho central da floresta pode ter se formado há apenas 45 mil anos com a redução das áreas alagadas, de acordo com pesquisa que contou com a participação do Prof. Fabiano Pupim. Leia a matéria da Revista FAPESP: https://revistapesquisa.fapesp.br/a-parte-jovem-da-amazonia/.

Abril de 2019: Vem aí: congresso acadêmico da Unifesp

Fevereiro de 2019: Volta às aulas!

 

Saída de campo EcoPop - 2022

Os estudantes da UC “Ecologia de populações e comunidades” colocaram o pé na lama! 

O objetivo da saída de campo para a costa perto de Bertioga foi conhecer as diferentes comunidades de plantas e animais habitando o manguezal e os diferentes tipos de costa marinha. Os estudantes observaram gradientes ambientais em diferentes escalas. Aprenderam sobre os serviços ecossistêmicos prestados pelas comunidades e sobre as possíveis consequências das pertubações antrópicas sobre integridade dos ecossistemas. A excursão foi conduzida pelos Profs. Thomas Püttker e Décio Semensatto.

campo ecopop 2022a

Artigo no SOU_Ciência

Sou Cincia RGB 1Linha Oficial Color

Três anos após rompimento da barragem Brumadinho, região do Rio Paraopeba segue impactada.

Confira AQUI o artigo de opinião dos Professores Décio Semensatto e Diego Barcellos

Docente da Unifesp integra equipe de pesquisa na Estação Antártica

Leia matéria para conhecer o trabalho da Profa. Cristina Nakayma! 

https://www.unifesp.br/reitoria/dci/noticias-anteriores-dci/item/4398-docente-da-unifesp-integra-equipe-de-pesquisa-na-estacao-antartica

8

logo cientistas iniciacao 

Cientista da Semana: Nathalia Aparecida Santos

8o termo do curso de Ciências Ambientais

Projeto: Zeólita Proveniente do Tratamento de Efluente: Uso Alternativo como Fertilizante no Cultivo de Couve

Orientadores: Camila de Toledo Castanho e Mirian Chieko Shinzato

Vídeo: https://youtu.be/4CQ2GK2PY1Q

 O que motivou você a começar uma iniciação científica?

O que me motivou a começar uma iniciação científica foi o fato de poder aprender e vivenciar como é a realização de um projeto de pesquisa científica, além de ter a oportunidade de colocar em prática conceitos que eu havia estudado em aula.

O que você está pesquisando?

O objetivo do meu projeto é analisar a viabilidade do mineral zeólita como fertilizante de liberação lenta no cultivo de couves. A zeólita é proveniente do tratamento de efluentes da indústria de reciclagem de alumínio, e é rica em amônio e potássio.

NathaliaSantos1

NathaliaSantos2 tamanho das couves

Como é a rotina no seu trabalho de pesquisa?

Inicialmente, a ideia era realizar o experimento em uma área aberta do campus Diadema. Porém, devido à pandemia, ele está sendo realizado no quintal da minha casa. Foram plantadas 30 mudas de couve em vasos, sendo 10 vasos para cada um dos três tratamentos utilizados. No primeiro tratamento, foram adicionadas ao substrato zeólitas saturadas com NH4+ e K+, juntamente com uma fonte de fósforo. No segundo tratamento, foi adicionado fertilizante químico convencional. O terceiro tratamento contém apenas o substrato, sem adições.

Minha rotina de trabalho tem sido realizar a manutenção desse cultivo, fazendo medidas mensais do tamanho e número de folhas (foto ao lado), e coletando amostras da água lixiviada de cada um dos tratamentos. Ao final do experimento, também vou analisar em laboratório dados da biomassa final e das concentrações de amônio e potássio que se encontram no tecido das couves e nas amostras da água lixiviada.

O que você descobriu até o momento?
O experimento ainda está em andamento, mas nossa expectativa com seu término é que o cultivo com zeólitas apresente maior crescimento, melhor qualidade nutricional e menor perda dos nutrientes por lixiviação, em comparação aos outros tratamentos.
 
O que você mais gosta da sua pesquisa?
Saber que meu projeto pode causar um impacto positivo na sociedade é o que me deixa bastante empolgada em realiza-lo.
 
Qual o impacto da sua pesquisa para a sociedade?
Acredito que a realização de um projeto como esse pode contribuir para que haja, futuramente, uma maior utilização de fertilizantes alternativos, mais sustentáveis e com melhor eficiência, reduzindo, assim, os custos econômicos e os impactos ambientais causados quando utilizamos os fertilizantes químicos convencionais.
 
O que mais você faz (seu hobby) fora da vida acadêmica?
Fora da minha vida acadêmica, meu principal hobby é desenhar, é algo que me relaxa bastante.

NathaliaSantos3 coleta do lixiviado

Coleta do lixiviado

NathaliaSantos4 coleta do lixiviado

Lixiviado armazenado em garrafas

Acesso Restrito

Acesso Restrito